LITERATURA DE CORDEL NO ENSINO DE MEDICINA LEGAL

Flávio Rodrigo Araújo Fabres

Gutenberg Toledo de Miranda Coelho Junior

INTRODUÇAO: O objeto do estudo é o ensino da disciplina Medicina Legal. A problematização é baseada nas limitações metodológicas de acordo com a população de receptores do conhecimento, sejam estudantes do curso de Medicina ou estudantes do curso de Direito, tornado o ensino da Medicina Legal um desafio docente. Acadêmicos do curso médico apresentam maior desenvoltura com a temática da morte. Contudo, os estudantes das leis, menos familiarizados com eventos práticos que envolvam a terminalidade da vida, apresentam uma percepção menos abrangente da Medicina Legal. O objetivo do estudo é demonstrar que o uso de literatura de cordel pode ser incorporado no ensino e na aprendizagem da Medicina Legal nos cursos de Medicina e de Direito, tornando a atividade de ensino-aprendizagem mais aprazível.

METODOLOGIA: Pesquisa bibliográfica mediante coleta, seleção e leitura crítica de livretos de cordel, disponíveis em três grandes livrarias em uma capital do Nordeste. Foram selecionados livretos de cordeis disponíveis à venda em que a temática violência fosse o constituinte de seus títulos. O cordeis foram submetidos a leitura flutuante e crítica e foram retirados fragmentos que apresentavam relação a assuntos de Medicina Legal e Direito.

MARCO CONCEITUAL: A metodologia de ensino é bem diferente quanto a sua abordagem no curso de Medicina e Direito. Enquanto no curso médico é enfatizada a prática pericial, no curso de direito, a ênfase é na legislação (FRANÇA, 2015). Deve-se observar o nível de conhecimento e interesse do público acerca do tema (KOLLER, DE PAULA COUTO, HOHENDORFF, 2014). Bandeira e Dantas (2014) discorrem, em cordel, acerca da temática violência na obra Crimes Bárbaros no Brasil, citando casos de repercussão social e de abrangência nacional. Nascimento (2008) relata exemplos de perversão sexual juvenil na obra intitulada Iniciação Sexual na Zona Rural, evidenciando peculiaridades do início da vida sexual no interior do Nordeste brasileiro.  

RESULTADO: A literatura de cordel no ensino de Medicina Legal nos cursos de Direito e Medicina é instrumento prático para o ensino e aprendizado. Considerações finais, conclusões e síntese: Os livretos de cordeis são uma alternativa de incrementar as aulas de Medicina Legal nos cursos de Medicina e Direito baseado em práticas da cultura popular.