ACHADOS HISTOPATOLÓGICOS EM MORTE DURANTE UMA ENDOSCOPIA POR HIPOXEMIA

Anderson da Silva Costa (1)

Antônio Tavares da Silva (2)

Luis Gustavo Ferreira Cortes (3) 

Renato Evando Moreira Filho (4) 

Ana Leopoldina Nogueira Rocha (5) 

Manuela Chaves Loureiro Cândido (6)

Victor Hugo Medeiros Alencar (7) 

Ricardo Antônio Macêdo Lima (8)

(1) Médico Perito Legista PEFOCE

(2) Médico Perito Legista PEFOCE

(3) Médico Patologista

(4) Médico Perito Legista PEFOCE

(5) Médico Perito Legista PEFOCE

(6) Perito Criminal PEFOCE

(7) Médico perito Legista PEFOCE

(8) Perito CriminalPEFOCE

Introdução

Pericianda é um mulher de 51 anos que veio a óbito após indução anestésico feita por um endoscopista sem a presença de anestesista na sala. Inicialmente vítima entrou em insuficiência respiratória, seguida de parada cardíaca e posterior morte, houve tentativa de ressuscitação cardiopulmonar, com massagem cardíaca, com laceração hepática durante a mesma, sem êxito. Metodologia: no exame anatomopatológico são realizados os exames macroscópicos em cortes de fatias de tamanhos em cm ou mm e observados à lupa e após isso fabricados lâminas histológicas para observação microscópicas. Nesse caso, foi recebido material em recipiente contendo solução  fixadora, formol a 10%. Recebido material em 2 frascos contendo solução fixadora sem identificação nos recipiente. Macroscopia: frasco 1 : Consta de multiplos orgãos / fragmentos. Fragmento de rim medindo 5,0 x 5,0 x 3,5 cm sem particularidades. Fragmentos de cérebro medindo 13,0 x 7,0 x 2,5 cm sem particularidades. Fragmento de fígado medindo 11,5 x 6,0 x 2,5 cm sem particularidades. Pulmão esquerdo medindo 15,0 x 10,0 x 7,0 cm e pesando 289 gramas. Pulmão direito medindo 15,5 x 13,0 x 10,0 cm e pesando 399 gramas. Pulmões compactos e pouco aerados. Coração medindo em seu maior eixo longitudinal 10,0 cm e em seu maior eixo tranversal 13,0 cm pesando 315 gramas. Aos cortes câmara esquerda de volume reduzido à custa de hipertrofia miocárdica, espessura de VE, septo e VD de 1,6 cm; 1,7 cm e 0,6 cm, respectivamente. Presença de aterosclerose coronariana moderada. frasco 2 : Consta de fragmento distal de esôfago medindo 4,0 cm de comprimento e 2,0 cm de diâmetro junto a estômago medindo 32,0 cm de comprimento pela grande curvatura e 30,0 cm pela pequena curvatura; cap. 1 – fígado, rim , VD (4F); cap.2 – pulmão esquerdo, septo, CD (5F); cap.3 – pulmão direito, cérebro, coronária esquerda (5F); cap. 4 – VE, coronária esquerda, estômago (4F). Total: 4 cápsulas C/R/ Microscopia: Secções mostram leve congestão vascular renal. O fígado apresente leve congestão sinusoidal e discreto hematoma subcapsular hepático. O pulmão apresenta grandes áreas de atelectasia intercalada com áreas de edema e hemorragia. O cérebro e o coração não apresentam particularidades histológicas. No estômago nota-se leve infiltrado inflamatório crônico em mucosa. Resultados: hemorragia e edema pulmonar com áreas importantes de atelectasia associadas, congestão sinusoidal hepática leve e discreto hematoma subcapsular, gastrite crônica leve, aterosclerose coronariana moderada, cérebro sem particularidades histológicas.Conclusão: morte causada por hipoxemia, justificada pelas importantes áreas de atelectasia associadas à hemorragia pulmonar.