PATOLOGIA FORENSE SENDO DETERMINANTE PARA ESCLARECER CAUSA MORTE SUSPEITA EM UMA QUEDA NO BANHEIRO INICIALMENTE SUSPEITA DE HOMICÍDIO

Anderson da Silva Costa (1)

Luís Gustavo Ferreira Cortes (2)

Renato Evando Moreira Filho (1)

Ana Leopoldina Nogueira Rocha (1)

Manuela Chaves Loureiro Cândido (3)

Victor Hugo Medeiros Alencar (1)

Ricardo Antônio Macêdo Lima (3)

Átila Einstein de Oliveira (3)

Antonio Carlos Cabral Uchoa Oliveira (1)

(1) Médico Perito Legista PEFOCE

(2) Médico Patologista

(3) Perito(a) Criminal PEFOCE

RESUMO

Introdução: periciando é um homem de 60 anos que veio a óbito após queda enquanto tomava banho, em um quarto de hotel.Família alegava que alguém conhecido da família o empurrou durante uma briga. Durante a necropsia não foi evidenciado TCE, apresentou hipertrofia cardíaca , sem evidências ao exame necroscópico de áreas isquêmicas . Metodologia: no exame anatomopatológico são realizados os exames macroscópicos em cortes de fatias de tamanhos em cm ou mm e observados à lupa e após isso fabricados lâminas histológicas para observação microscópicas. Nesse caso, foi recebido material em recipiente contendo solução fixadora, formol a 10%. Recebido material em frasco contendo solução fixadora identificado como ”coração”.

Macroscopia: Consta de coração pesando mais de 600 gramas, medindo em seu maior eixo longitudinal 16,0 cm e em seu maior eixo transversal 11,5 cm, previamente e parcialmente seccionado, apresentando dilatação importante do VE. Apresenta, em parede anterior com extensão para o ápice, área heterogênia endurecida, algo pétria de coloração branco-amarelada, com focos de hemorragia e calcificação associada. Apresenta ainda aterosclerose acentuada, em especial da CX. .Legenda: cap. 1 – VE (2F); cap. 2 – septo, Vd , CX (4F); cap.3- áreas de fibrose (2F); cap. 4 – áreas de fibrose (2F). Total : 4 cápsulas C/R.

Microscopia: Secções mostram coração com extensas áreas de fibrose no miocárdio e focos de cardiomiólise. Há aterosclerose coronariana acentuada com trombose associada. No nódulo mural descrito macroscopicamente, nota-se formação trombótica heterogênea, com frequentes áreas fibróticas e calcificadas/ossificadas. Resultados: infarto miocárdico prévio extenso com sinais de infarto recente superposto, trombo mural cardíaco antigo com áreas fibróticas e calcificadas, doença aterosclerótica coronariana avançada com trombose associada.

Conclusão: Após os resultados patológicos, foi descartado a hipótese de homicídio e ratificado uma morte por Infarto Agudo do Miocárdio, afastando a culpabilidade do acusado, cooperando para a justiça no caso.