Artigo de Atualização

REY

SIMULAÇÃO E DISSIMULAÇÃO NA PERÍCIA MÉDICA

Vol. 5 n. 3, out. 2020

O perito deve estar atendo na prática pericial a simulação e dissimulação e deve utilizar-se de todo conhecimento técnico da fisiopatologia e aplicando ferramentas específicas da propedêutica pericial, para assim identificar a real condição da saúde do indivíduo periciado, e assim melhor informar a autoridade requisitante.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA TEORIA DA “PERDA DE UMA CHANCE” SOB A ÓPTICA MÉDICO-PERICIAL

Vol. 4 n. 2, jun. 2019

A “perda de uma chance” é uma teoria inovadora aceita no ordenamento jurídico brasileiro. É de grande interesse médico-legal que todo perito conheça aspectos doutrinários relacionados à ela. No âmbito do Direito Civil, nos casos em que se pleiteiam indenizações, e em especial naqueles que envolvem discussão sobre a assistência à saúde, a prova pericial deve ser completa e fazer compreender a real situação do indivíduo, visando à integral reparação do dano pessoal.

Leia mais

PROPOSTA DE AVALIAÇÃO DOCUMENTAL EM MEDICINA PERICIAL

Vol. 4 n. 2, jun. 2019

A proposta deste artigo é apresentar uma nova categorização metodológica na apreciação científica dos documentos médicos periciais.

Leia mais

NOTAS HISTÓRICAS DA ANTROPOLOGIA FORENSE: CONTEXTO INTERNACIONAL E NACIONAL

Vol. 4 n. 1, fev. 2019 – Suplemento: Artigos Doutrinários

O artigo faz um levantamento histórico a respeito da Antropologia Forense, enquanto ciência no Brasil e mostra indicadores da necessidade do fortalecimento dessa ciência, em âmbito Nacional.

Leia mais

FUNDAMENTOS DA SEXOLOGIA FORENSE

Vol. 4 n. 1, fev. 2019 – Suplemento: Artigos Doutrinários

Os fundamentos da sexologia forense, elencados neste artigo, como linhas mestras da sexologia forense, mostram como são as ferramentas necessárias para a realização, com sucesso, da perícia dos crimes sexuais.

Leia mais

EM FAVOR DO DIREITO MÉDICO

Vol. 4 n. 1, fev. 2019 – Suplemento: Artigos Doutrinários

O artigo faz uma reflexão da representação do avanço das ciências biológicas nas relações jurídicas contemporâneas.

Leia mais

A CAUSALIDADE NA MEDICINA LEGAL E PERÍCIAS MÉDICAS

Vol. 4 n. 1, fev. 2019 – Suplemento: Artigos Doutrinários

O princípio da causalidade que significa no senso comum “das condições necessárias e suficientes que unem uma causa ao seu efeito, tem significado diferente e mais complexo na ambiência da Medicina Legal e Perícias Médicas, por envolver o fenômeno biológico e as relações socias, morais e legais. Daí a necessidade de se explicitar doutrinariamente o tema.

Leia mais

LIVOR MORTIS NA PRÁTICA MÉDICO-LEGAL

Vol. 4 n. 1, fev. 2019

O artigo destaca o fenômeno livor mortis. Bem explorada, a lividez pode trazer importantes contribuições no que concerne à constatação da realidade da morte, ao diagnóstico da causa da morte, à cronotanatognose e a outros aspectos relacionados à perícia da morte.

Leia mais

CRIMES VIOLENTOS NÃO LETAIS COMETIDOS SOBRE NEUROPRÓTESES: UM NOVO DESAFIO PARA A PERÍCIA MÉDICO-LEGAL E A JUSTIÇA CRIMINAL

Vol. 3 n. 3, out. 2018

O presente trabalho foi desenvolvido com o intuito de demonstrar a importância de discutir o novo desafio a ser enfrentado pela perícia médico-legal e pela Justiça Criminal, diante da possibilidade de ocorrência de crimes violentos não letais cometidos sobre neuropróteses.

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO DAS FRATURAS NA PRÁTICA PERICIAL MÉDICA

Vol. 3 n. 2, jun. 2018

O objetivo deste artigo é permitir que o médico perito consiga identificar o momento da consolidação da fratura ou a ausência desta, a fim de melhor auxiliar a justiça dentro do seu ofício pericial.

Leia mais

ANÁLISE E IDENTIFICAÇÃO MÉDICO LEGAL DA COCAÍNA E SUA IMPORTÂNCIA NO ESTUDO FORENSE

Vol. 1 n. 1, out. 2016

Estudios sobre la cocaína y la determinación de sus metabolitos en el individuo, hoy en día son una herramienta muy importante para la aplicación de justicia, puesto que varios estudios estadísticos han demostrado que un alto porcentaje de hechos ilícitos son realizados bajo la influencia de la cocaína. Para ello se realizan estudios cinéticos de la cocaína para determinar la condición del imputado en el momento del hecho.

Leia mais