Artigo Original

NOTIFICAÇÃO DE TENTATIVA DE SUICÍDIO POR INTOXICAÇÃO EXÓGENA ENTRE ADOLESCENTE RESIDENTES DA CIDADE DE SÃO PAULO.

Vol. 3 n. 3, out. 2018 - Suplemento: Anais do 4o Congresso ABMLPM

Danyelle Célli Bedendo Marco1, Adriana Natucci Hette1, Lucila Lopes do Nascimento1, Cintia Leci Rodrigues2 1 […]

Leia mais

A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E SUAS VARIÁVEIS NOS CASOS ATENDIDOS NO INSTITUTO MÉDICO LEGAL DA REGIÃO DO ALTO VALE DO ITAJAÍ/SC

Vol. 4 n. 1, fev. 2019

Esta pesquisa apresenta um estudo que teve como objetivo geral conhecer as variáveis associadas à violência doméstica nos casos atendidos no IML do Alto Vale do Itajaí desde janeiro de 2016 a dezembro 2017.

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE UM MODELO DE CHEKLIST PARA ORIENTAÇÃO NA COLETA DE DADOS NAS NECRÓPSIAS FORENSES

Vol. 4 n. 1, fev. 2019

O objetivo deste trabalho é apresentar um modelo de formulário, básico e prático, para facilitar a coleta de dados durante necropsias forense, no intuito de facilitar a confecção do relatório final e a padronização dos Laudos Tanatoscópicos no Departamento de Medicina Legal do Estado de Rondônia, Brasil.

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA DAS PERÍCIAS TRABALHISTAS EM OTORRINOLARINGOLOGIA

Vol. 3 n. 3, out. 2018

O autor reúne e avalia dados obtidos por meio de 100 perícias trabalhistas médicas em otorrinolaringologia, com o objetivo de determinar prevalência das doenças avaliadas e estabelecer o nexo causal, nexo concausal, além de avaliar a incapacidade laboral.

Leia mais

CID NO ATESTADO MÉDICO: IMPORTÂNCIA NA AVALIAÇÃO PERICIAL DA INCAPACIDADE PELO INSS

Vol. 3 n. 3, out. 2018

O autor apresenta levantamento de dados provenientes de registros do Sistema Único de Informações de Benefícios (SUIBE) em Recife no período de 2011 a 2015, identificando a frequência de CIDs e atestando a importância da inclusão deste código na avaliação por peritos do INSS..

Leia mais

PERFIL DA MORTALIDADE POR ASFIXIA NO INSTITUTO MÉDICO LEGAL ESTÁCIO DE LIMA EM MACEIÓ – ALAGOAS

Vol. 3 n. 2, jun. 2018

Este estudo utiliza dados coletados de fichas cadavéricas do período de janeiro de 2011 a dezembro de 2015 com o intuito de traçar o perfil epidemiológico das mortes por asfixia em Maceió, sendo observadas as seguintes variáveis: gênero, faixa etária, cor / raça, informação do histórico, causa da morte, estado de transformação cadavérica e uso de método de identificação primário ou secundário

Leia mais

INDICADORES DA PERÍCIA MÉDICA PREVIDENCIÁRIA NA TOMADA DE DECISÃO GERENCIAL

Vol. 3 n. 2, jun. 2018

A utilização de indicadores médico periciais tem possibilitado o aumento dos padrões de desempenho das atividades pelo Serviço de Saúde do Trabalhador (SST). O objetivo desse artigo é demonstrar a utilização dos indicadores periciais (TMEA, TMAA, Estoque de Agenda e IMA-GDAPMP) como referência para a melhoria dos resultados do SST de Recife no primeiro decamestre de 2017.

Leia mais

ATENDIMENTOS MÉDICO-LEGAIS DE IDOSOS VÍTIMAS VIOLÊNCIA NA GRANDE CUIABÁ

Vol. 3 n. 1, fev. 2018

O objetivo do presente estudo foi analisar os dados epidemiológicos e médico-legais de indivíduos com 60 anos de idade ou mais atendidos no IML de Cuiabá em 2015.

Leia mais

CONSIDERAÇÕES MÉDICO-PERICIAS PARA A AVALIAÇÃO DO DANO FUTURO

Vol. 3 n. 1, fev. 2018

Entendemos que o mais adequado e justo, na realidade da prática pericial brasileira, seria que a ponderação do Dano Futuro fosse realizada por ocasião do exame pericial inicial, permitindo que o indivíduo gozasse desde logo do ressarcimento que lhe fosse atribuído pelo magistrado, à luz do conhecimento médico. Desta forma, este artigo sustenta uma quantificação do dano futuro que pode não ser precisa quanto à sua extensão, mas certamente lógica e fundamentalmente científica, contribuindo para a Justiça.

Leia mais

PERFIL DA VIOLÊNCIA COM MORTALIDADE RELACIONADA AOS ACIDENTES DE TRÂNSITO EM ALAGOAS

Vol. 3 n. 1, fev. 2018

O objetivo deste estudo foi determinar o perfil epidemiológico das vítimas fatais de acidentes de trânsito em Alagoas no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2015. O estudo foi observacional, descritivo e analítico e as informações foram colhidas nos registros de entrada de cadáveres do arquivo do Instituto Médico Legal Estácio de Lima de Maceió, no período descrito.

Leia mais

APLICAÇÃO DOS MÉTODOS DE IDENTIFICAÇÃO HUMANA POST MORTEM NO IML ESTÁCIO DE LIMA NO PERÍODO DE JANEIRO DE 2011 A DEZEMBRO DE 2015

Vol. 2 n. 3, out. 2017

Este artigo tem como objetivo quantificar e comparar os principais métodos de identificação post mortem segundo as variáveis epidemiológicas e estruturais, identificando técnicas, custos e dificuldades. Trata-se de um estudo transversal do tipo observacional, realizado no IML Estácio de Lima – Maceió /AL em um período de cinco anos.

Leia mais

RETRATO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES ATENDIDOS NO IML DE CUIABÁ E REGIÃO

Vol. 2 n. 3, out. 2017

O Instituto Médico Legal presta atendimento as vítimas com objetivo de descrever minuciosamente esses vestígios de violência atendendo a legislação penal (Código Processo Penal (CPP)- artigo 158) para produção do laudo de lesão corporal, documento valioso e indispensável ao inquérito policial. Dessa forma, conhecer os dados epidemiológicos dessas vítimas de violência atendidas no Instituto é fundamental para estabelecer medidas de segurança e criar novos programas de combate a esse crime e repressão dos criminosos.

Leia mais
1 2 3