Resumos

IMPACTO DA PANDEMIA COVID-19 NOS HOMICÍDIOS DOLOSOS NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO.

Danilo Ramos (1)

Carmen Miziara (2)

Ivan Miziara (3)

(1) Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP)

(2). Professora do curso de Especialização em Medicina Legal e Perícia Médica da FMUSP, e-mail: carmen.miziara@hc.fm.usp.b

(3). Professor titular da Faculdade de Medicina do ABC

INTRODUCÃO: A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou, em janeiro de 2020, que o surto da doença causada pelo novo coronavírus (COVID-19) constitui uma emergência de saúde pública de importância internacional. Em março de 2020 foi considerada como pandemia1 e em consequência houve mudanças no cotidiano das pessoas. O medo da doença e o isolamento social culminou com desemprego, aumento do consumo de álcool e problemas emocionais, entre outros. Esse estudo visou analisar a influência da pandemia nos homicídios no município de São Paulo.

MARCO CONCEITUAL: Taxa de homicídio em contexto de pandemia por COVID-19.

METODOLOGIA: Estudo descritivo transversal realizado no Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho da FMUSP. Os dados foram obtidos no site da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, http://www.ssp.sp.gov.br, entre março a dezembro de 2019 e março a dezembro de 2020. Os dados foram analisados pelo programa SPSS® Version 22.2. A comparação entre as médias foi feita por Teste-t independente e a existência de correlação entre variáveis foi verificada por e Regressão Linear.

RESULTADOS: Entre março a dezembro dos anos de 2019 e 2020 ocorreram 1.082 homicídios dolosos na cidade de São Paulo e não houve diferença estatística na média de casos entre os períodos estudados (t(18)= 0,289; p=0,776) resultado esse confirmado pela regressão linear que, embora mostre diferença na tendência de cada período (em que 2019 apresentou diminuição de 0,53 casos a cada mês, enquanto 2020 apresentou aumento de 0,27 casos), mas sem significância estatística (2019: [F(1,8)=0,201, p=0,666; R²=0,025]; 2020: F(1,8)=0,081, p=0,784; R²=0,010]). A análise de homicídios por região também não mostrou diferença entre os períodos.

CONCLUSÃO: os homicídios não aumentaram no período de pandemia na cidade de São Paulo em comparação ao ano anterior. Esse resultado é compatível com os dados do estado de São Paulo, conforme o 14º Anuário da Segurança Pública, mostrando que os homicídios dolosos se mantiveram estáveis.


Referências bibliográficas

  1. Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e Organização Mundial de Saúde (OMS). Folha informativa – COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus) [Internet]. 2020 [citato 16 jul 2020]. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6101:covi d19&Itemid=875.
  2. FÁVERO, Flamínio. Título: Medicina Legal. 3 Ed. São Paulo. Livraria Martins Editor. 1945.
  3. FÓRUM BRASILEIRO DE SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA. Anuário Brasileiro de Segurança Pública. 2021. Disponível em: https://forumseguranca.org.br/wp-content/uploads/2021/07/anuario-2021-completov6-bx.pdf. Acesso em: 26 ago.2021.